focosh@focosh.com.br
(45) 98813-1115
Você está em: Página Inicial > Saúde
Secretaria de Saúde do Paraná faz alerta após sete casos confirmados de febre maculosa
Doença é transmitida pelo carrapato-estrela, encontrado facilmente em locais próximos a matas. Cinco das sete confirmações foram na Regional de Paranaguá, no litoral
Por G1 | Postado em: 30/05/2019 - 07:46

A Secretaria de Saúde do Paraná (Sesa) fez, nesta quarta-feira (29), um alerta sobre a febre maculosa, transmitida pelo carrapato-estrela. Desde o início do ano até agora já foram sete casos confirmados e 33 notificações da doença no estado.

Do total de confirmações, cinco foram na 1ª Regional de Paranaguá, no litoral. Por isso, profissionais da Sesa na região participaram de uma capacitação, nesta quarta, para atualizar o manejo clínico, assistência e diagnóstico da febre maculosa.

Segundo a Divisão de Doenças Transmitidas por Vetores da Secretaria, além dos casos da Regional de Paranaguá, as regionais de Jacarezinho e da Região Metropolitana de Curitiba registraram um caso cada.

As notificações foram feitas pelas regionais de Cascavel, Campo Mourão, Maringá, Londrina, Cornélio Procópio, Toledo e Ivaiporã.

 

A febre maculosa

 

A febre maculosa é uma doença febril infecciosa transmitida pelo carrapato-estrela, que é facilmente encontrado em locais próximos a matas, com umidade elevada.

A espécie também se “hospeda” em animais como bois, cavalos, capivaras e cachorros e, por meio deles, entra em contato com as pessoas.

A transmissão da doença para seres humanos se dá por meio da picada de um carrapato, infectado por uma bactéria do gênero Rickettsia, que adere à pele por um período de quatro a seis horas.

Últimas Notícias
Saúde 17 Jul às 07:24
Casos da doença estão aumentando mesmo com dias frios, diz secretaria; morte confirmada nesta terça-feira (16) foi em Ubiratã, no centro-oeste.
Saúde 26 Jun às 07:38
Estado chegou a 20 mortes em decorrência da doença desde agosto de 2018; casos confirmados nesta terça-feira (25) foram em Londrina, Ibiporã e Foz do Iguaçu
Saúde 19 Jun às 07:22
Maior parte das cidades está localizada nas regiões norte, noroeste, Norte Pioneiro e oeste; estado chegou nesta semana a 15.396 casos confirmados da doença desde agosto de 2018
Tecnologia e desenvolvimento