focosh@focosh.com.br
(45) 98813-1115
Você está em: Página Inicial > Política
Moro detalha para deputados projeto de lei anticrime
Por EBC | Postado em: 06/02/2019 - 09:17

O Ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro, vai à Câmara dos Deputados, na tarde de hoje (6), para detalhar o projeto de lei anticrime aos deputados federais da Frente Parlamentar de Segurança Pública. O governo federal deve apresentar o texto ao Congresso em breve.

Agendada a pedido da Frente Parlamentar, a reunião está prevista para as 14 horas, no Auditório Nereu Ramos. A expectativa é que 350 pessoas participem do encontro, capacidade máxima do local. Coordenador da frente, o deputado federal Capitão Augusto (PR-SP) declarou que as medidas já anunciadas por Moroserão “tranquilamente” aprovadas na Câmara.

Na segunda-feira (4), o ministro discutiu o pacote de medidas com o presidente da Câmara, deputado Rodrigo Maia, e, posteriormente, com governadores, vice-governadores e secretários estaduais de Segurança Pública com quem esteve reunido a manhã inteira. No início da tarde, o ministro apresentou a jornalistas os principais aspectos do pacote anticrime.

O projeto federal prevê alterações em 14 leis, como o Código Penal, o Código de Processo Penal, a Lei de Execução Penal, a Lei de Crimes Hediondos, o Código Eleitoral, entre outros. O objetivo das mudanças legais, segundo o governo, é tentar reduzir os crimes violentos, de corrupção e os praticados por integrantes de facções criminosas.

"Não adianta nada mexermos no restante da legislação se o processo penal não funcionar, se ele não chegar ao fim em tempo razoável. Não adianta elevarmos a pena para o crime de homicídios [por exemplo], se o processo não chega ao fim”, disse Moro ao justificar a inclusão, no projeto de lei, de medidas para assegurar a execução provisória da condenação criminal após o julgamento em segunda instância.

Outra mudança é sobre a legítima defesa. Segundo o texto, juízes poderão reduzir pela metade ou mesmo deixar de aplicar a pena para agentes de segurança pública que agirem com “excesso” motivado por “medo, surpresa ou violenta emoção”. A medida causou críticas e recomendações de várias entidades sociais.

O projeto de lei também proporá mudanças no Código Penal que, se aprovadas, resultarão no maior rigor no cumprimento das penas. De acordo com algumas dessas propostas, criminosos reincidentes, bem como os condenados pelos crimes contra a administração pública, como peculato, corrupção ativa e passiva, e que cometerem roubos com o uso de arma de fogo sejam condenados a cumprir suas penas inicialmente em regime fechado.

O projeto também confere maior peso aos tribunais do júri, cujas decisões passariam a ser imediatamente cumpridas. Outra medida seria a que permite o confisco de bens correspondentes à diferença entre o valor do patrimônio do condenado e o compatível com seu rendimento lícito.

Últimas Notícias
Política 10 Jun às 07:04
O site diz que procuradores, entre eles Deltan Dallagnol, trocaram mensagens com o atual ministro da Justiça sobre alguns assuntos investigados. Os alvos das conversas denunciaram recentemente que tiveram seus celulares hackeados ilegalmente
Política 28 Mai às 09:38
Sanção foi determinada pela Justiça como condição para liberdade provisória; Nilson Hackmann, de Marechal Cândido Rondon, pagou multa de R$ 30 mil
Política 24 Mai às 07:20
Presidente abordou o tema em passagem pelo Paraná, nesta quinta (23). Segundo ele, equipamentos são "armadilha" para pegar os motoristas
Política 23 Mai às 07:23
Investigações trouxeram à tona um desvio de R$ 250 milhões aos cofres públicos
Política 15 Mai às 07:17
Assunto entrará em proposta de reforma tributária
Política 15 Mai às 07:08
Texto original que põe fim à aposentadoria, e a emenda para extinguir o pagamento para quem já recebe, serão votados em sessão plenária nesta quarta-feira (15)
Tecnologia e desenvolvimento