focosh@focosh.com.br
(45) 98813-1115
Você está em: Página Inicial > Política
Justiça realiza audiências de instrução em caso que investiga a contratação de 'funcionários fantasmas' na Alep
Investigações trouxeram à tona um desvio de R$ 250 milhões aos cofres públicos
Por G1 | Postado em: 23/05/2019 - 07:23

A Justiça do Paraná começou a ouvir testemunhas do caso que investiga a contratação de funcionários fantasmas na Assembleia Legislativa do Paraná (Alep) em audiências de instrução a partir desta quarta-feira (22), em Curitiba.

As investigações trouxeram à tona um desvio de R$ 250 milhões aos cofres públicos. A audiência começou por volta das 17h na segunda Vara Criminal, em Curitiba. O esquema foi denunciado pela RPC e pelo jornal Gazeta do Povo.

De acordo com a denúncia do Ministério Público do Paraná (MP-PR), o ex-deputado estadual e federal Valdir Rossoni (PSDB) desviou dinheiro público "de forma contínua e sistemática". O valor, ainda conforme as investigações, teria sido usado para uso próprio e alheio.

Os desvios teriam ocorrido entre 2003 e 2011, conforme o MP-PR.

Na denúncia, os promotores relatam ainda que o desvio de dinheiro por Valdir Rossoni consistiu na nomeação para cargos comissionados no gabinete dele na Alep de pessoas que:

 

  • Não sabiam que haviam sido designadas para exercerem os cargos;
  • Familiares que não exerciam efetivamente o cargo;
  • Pessoas que não prestavam serviço na Alep;
  • Pessoas que, efetivamente, trabalhavam, porém, entregavam grande parte do salário ao parlamentar por interpostas pessoas;
  • Pessoa que prestava serviços particulares ao parlamentar, sendo remunerada por meio do cargo comissionado que havia sido nomeado e não exercia.

 

Depois de ouvir as testemunhas, a Justiça vai ouvir os réus do processo.

A defesa de Valdir Rossoni disse que só vai se manifestar no final do processo.

Últimas Notícias
Política 12 Ago às 08:47
Está marcado para quarta-feira, 14, o início dos trabalhos na Comissão de Constituição e Justiça para debater o tema
Política 07 Ago às 07:23
Texto deve ser integrado aos existentes na Câmara e no Senado
Política 01 Ago às 07:17
Adelar Neumann (DEM) foi acusado de exigir parte do salário de um funcionário comissionado da prefeitura do município, que foi indicado por ele ao cargo. A defesa nega a acusação
Política 20 Jul às 07:01
Deputado do MDB reembolsou R$ 233 mil em cinco anos, conforme o processo; cabe recurso da decisão
Tecnologia e desenvolvimento